quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Palavras

EVOLUIR agradece ao autor o envio deste texto para publicação

Palavras para quê!
Quando vejo o teu olhar
Meigo, puro, silente
Palavras para quê!
Isso é amar!...

Sentir teus lábios
No teu beijar
Tocar tuas mãos
Afáveis como o luar
Isso é acreditar!...

Palavras para quê!
Acariciar tua pele
Macia, suave a ondular
Isso é, naturalmente, amar!...

Isabel Maria©2013,Aveiro,Portugal

8 comentários:

  1. Evoluir quer saudar mais um novo colaborador que nos presenteia com um poema de amor nos tempos em que o amor parece ter terminado. Estas colaborações demonstram que este é um blogue vivo e com um dinamismo próprio. Muito obrigada, Isabel, pela sua colaboração: fique connosco que nós vamos gostar muito de a ter por cá.

    ResponderEliminar
  2. Palavras, sentir palavras!
    Gostei que esta poesia me impelisse a usar palavras.
    Palavras, cristalizar palavras!

    ResponderEliminar
  3. Não é poeta quem quer… A Isabel utiliza as palavras para transmitir sentimentos, harmonias, certezas. E ao mesmo tempo recusa que sejam necessárias as palavras. E isso não é fácil, nem se consegue sem muito trabalho.

    ResponderEliminar
  4. olhar,lábios, mãos,pele... invólucro de sentimento que se adivinha sólido e profundo.O conteúdo ganha, em regra, ao continente...

    ResponderEliminar
  5. Um poema muito belo!
    Tanto que diz... com tão poucas palavras.

    ResponderEliminar
  6. Pois não; não é poeta quem quer. Que lindo poema sobre o amor. Obrigada.

    ResponderEliminar
  7. Bom dia, conheci este blogue recentemente e achei muito interessante. Na verdade tenho a sorte de ser filha da Isabel. É com muito orgulho que vejo este poema aqui publicado. A veia artistica da minha mãe já tem uns anos e é uma herança do meu avô que era um grande poeta.
    Mãe nunca deixes de ser como és, a melhor mãe do mundo, e continua a escrever.

    Aproveito a oportunidade para divulgar o meu blog pessoal cafeteriaportuguesa.blogspot.com. É um blog destinado à divulgação de cafeterias, casas de chá, bares de praia, entre outros, portuguesas.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...